maio 11, 2018 |

As Principais Causas Para o Envelhecimento Facial

Hey gente, tudo bem com vocês? O envelhecimento facial acontece de forma gradual e pode ser intrínseco – por conta de fatores naturais, como a passagem do tempo e hereditariedade, ou extrínseco – devido fatores externos como o sol, tabagismo, poluição, entre outros. Com o passar dos anos, a pele perde água, e as fibras de colágeno tendem a diminuir favorecendo o surgimento das rugas e alterando a elasticidade da pele.

Por volta dos 25 anos de idade, os primeiros sinais de envelhecimento começam a ficar mais aparentes. Primeiro surgem as linhas finas, depois, com o tempo, as rugas, perda de firmeza e de densidade começam a ficar visíveis. Progressivamente, as alterações vão aparecendo. Após os 30 anos, a pele fica mais flácida e é possível notar as famosas linhas de expressão. Após os 40 anos, a epiderme se torna mais frouxa, sulco e rugas começam a aparecer. Depois dos 50 anos, há uma nítida mudança na pele do rosto como um todo.

Além do desgaste natural da pele, os fatores externos contribuem bastante. O sol é o grande vilão. Fotoenvelhecimento é o nome que se dá a exposição excessiva a radiação solar. Outros fatores como o tabagismo, poluição, uso excessivo de álcool e drogas, alimentação desequilibrada, noites mal dormidas e estresse, também podem precocemente prejudicar sua pele.

Envelhecimento Facial - blog rabiscando 2

As fases do envelhecimento

Linhas de expressão: nesta fase, a produção de colágeno – responsável pela firmeza e sustentação da pele – diminui. É aí que surgem as primeiras linhas finas e rugas de expressão. Irregularidades no tom e relevo da pele também podem aparecer.

Rugas profundas e perda de firmeza: durante esse período, a renovação da pele não acontece adequadamente. O colágeno e a elastina se desgastam, surgindo as rugas mais acentuadas e a flacidez.

Perda de densidade: é mais comum em mulheres mais maduras, pois o metabolismo fica mais lento e a produção de colágeno cai ainda mais. O resultado é uma pela mais fina, ressecada e sem brilho.

O envelhecimento e as camadas da pele

Epiderme: É a camada mais superficial da pele. A espessura da epiderme do rosto é, em média, de 0,12mm, sendo ainda mais fina na região dos olhos. Quando essa camada começa a envelhecer, fica mais sensível a luz solar. A falta de eficiência na renovação celular pode mexer com a imunidade da pessoa, levando ao aumento das infecções na pele, além de retardar o processo de cicatrização

Derme: É uma camada espessa que fica logo abaixo da epiderme. Com a queda do colágeno e da elastina, o tecido dérmico fica prejudicado, levando ao aumento das rugas e outros danos à pele.

Hipoderme: É a camada mais profunda. As mudanças mais notadas no processo de envelhecimento são a rugas profundas, bochechas flácidas e demora na cicatrização.

Causas do envelhecimento facial

Nosso relógio biológico não para, e o envelhecimento da pele é inevitável. A genética tem um papel fundamental na forma como a pele envelhece. Sua descendência e o tipo de pele afetam na velocidade que os sinais aparecem no rosto. O declínio hormonal, que acontece após a menopausa, altera os níveis de estrogênio no organismo, assim a elasticidade e espessura da pele diminuem.

Já os fatores externos, que provocam o envelhecimento da pele do rosto são inúmeros e estão ligados ao estilo de vida de cada pessoa. Veja os principais:

Sol: a exposição excessiva aos raios UV é responsável por vários danos a pele. O fotoenvelhecimento é o nome que se dá a esse processo. Ele causa manchas na pele, deixa ela seca e áspera e, ainda, pode evoluir para um câncer de pele.

Poluição: a exposição às impurezas do ar nas grandes cidades, pode desencadear a liberação de radicais livres, prejudiciais a pele.

Tabagismo: a nicotina e as substâncias químicas liberadas pelo cigarro levam ao aumento de radicais livres na pele. Assim como a poluição, eles aumentam os efeitos da exposição solar.

Nutrição: A má alimentação é prejudicial a saúde da pele. Os antioxidantes são moléculas que combatem os radicais livres. Comer frutas e vegetais ricos em antioxidantes previne e retarda o processo de envelhecimento.

Sono: Aquela máxima “dormir faz bem a pele” é uma verdade. Uma noite tranquila de sono favorece o tônus muscular.

Hidratação: A falta de água é prejudicial à saúde da pele. Para exibir uma pele saudável, com viço e maciez, a hidratação é fundamental.

Envelhecimento Facial - blog rabiscando

Prevenção

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as causas e como o acontece o envelhecimento da pele, vamos falar em prevenção. Seu estilo de vida pode, certamente, minimizar os efeitos do desgaste da pele. Ter uma dieta saudável e balanceada, com a ingestão de alimentos antioxidantes que limitam os efeitos nocivos dos radicais livres na pele, já é um bom começo.

Não fumar, beber com moderação e dormir pelo menos oito horas por dia são atitudes fundamentais para a saúde do corpo como um todo. Uma boa rotina de cuidados é essencial e deve ser composta por três etapas: limpeza, proteção e hidratação.

Limpeza

Regiões como rosto, colo e costas possuem uma quantidade maior de glândulas sebáceas ativas, que, durante períodos mais quentes, acabam produzindo mais oleosidade, suor e acúmulo de bactérias. Isso pode levar ao surgimento de cravos e espinhas. Para fazer uma boa higienização destes locais, vale a pena investir num bom sabonete. Uma boa opção são os que contêm os ácidos salicílico ou glicólico.

Proteção

Após lavar a pele com um bom sabonete, não se esqueça do protetor solar. Ele deve ser aplicado pela manhã e reaplicado ao longo do dia. O fator mínimo para proteção é o FPS 30. Prefira aqueles com “toque seco” para conter o excesso de oleosidade.

Hidratação

Beba bastante água, independente da época do ano. Para ter uma pele viçosa e macia aposte em cremes específicos para região do rosto. Os cremes antisinais são  excelentes para hidratar e tratar a pele.

Então, gostaram das dicas e de saber mais sobre como cuidar da nossa pele, principalmente para ter um envelhecimento facial saudável?! Um super bezu!

Para ficar mais pertinho do Rabiscando e receber todas as novidades em primeira mão, aperte o botãozinho vermelho abaixo e me deixe mega feliz:

Aproveite e siga o Rabiscando nas Redes Sociais para ficar por dentro de todas as dicas e novidades: Facebook – Youtube – Instagram – Twitter – Google+

maio 02, 2018 |

SOS Lavanderia: Como remover manchas das roupas das crianças

Hey gente, tudo bem com vocês? Tem coisa melhor do ver os nossos filhos brincando livremente? Seja revelando o seu lado artístico através de um desenho com canetinha hidrocor ou demonstrando autonomia e independência enquanto come uma fruta sem a sua ajuda. E quando os olhos deles brilham com a oportunidade de rolar na grama e brincar na terra? A liberdade de ver os seus filhos se divertindo sem preocupação não tem preço, mas tem uma pequena consequência: as manchas.

lavar roupas criancas OMO - blog rabiscando

É impossível deixar eles brincarem à vontade sem as roupas revelarem as atividades do dia. Se você já teve que lidar com situações como tirar chiclete da roupa dos seus filhos, eliminar manchas de terra e remover riscos de canetinha dos tecidos, então esse artigo é para você. Para ajudar os pais nessa empreitada contra as manchas, nesse artigo abordaremos os tipos de mancha mais comuns na infância e dicas para eliminá-las.

Mancha a mancha, acompanhando a evolução e a idade da criança

Não importa a idade da criança ou quão cuidadosa ela seja, uma coisa é certa: ela vai manchar as roupas com uma boa frequência durante a infância. O importante é os pais deixarem que a criança brinque com liberdade ao invés de se estressar com a possibilidade de manchar as roupas. Afinal, brincar sem muitas limitações faz parte de um processo de desenvolvimento físico e mental importante para os pequenos. Por exemplo, a experiência de lambuzar as mãos e a cara com uma fruta suculenta nos primeiros anos de vida faz parte do processo de descoberta do paladar, das texturas e da mastigação.

Descubra como eliminar as manchas nas roupas de bebê

Ter um bebê recém-nascido em casa traz muitas alegrias, mas também descobertas e desafios. Lidar com as roupas sujas dos primeiros meses de alimentação e da fase de engatinhar requer certos cuidados. Abaixo reunimos algumas dicas para ajudar você na hora de lavar as roupas e eliminar todas as manchas.

  • Lave as roupas com um produto específico para bebês, que seja dermatologicamente testado, hipoalergênico e com um pH balanceado.
  • Separe as roupas do bebê por cor para evitar novas manchas na lavagem.
  • Na máquina, opte pela lavagem para peças delicadas, pois os tecidos das roupas de bebê são muito leves.
  • Lave as fraldas, babadores e panos em um ciclo a parte, sem misturá-los com as roupas.
  • Para lidar com manchas mais pesadas, deixe as roupas de molho com água e sabão por até 2h, depois enxágue bem e estenda.

Como eliminar as manchas mais comuns nas roupas de crianças

As crianças costumam ter a agenda lotada de atividades divertidas. Com frequência elas passam boa parte do dia desenhando, pintando, praticando esportes, rolando na grama, explorando o parquinho. Tudo muito legal, mas o fato é que as roupas voltam para casa manchadas e encardidas. Abaixo compartilhamos com você dicas rápidas para eliminar algumas das manchas mais comuns nas roupas de crianças.

lavar roupas criancas OMO - blog rabiscando 2

Manchas de frutas:

  1. Não espere a mancha secar – quanto mais cedo agir, melhor: retire o excesso de fruta usando uma colher ou absorvendo com um guardanapo. Lembre-se de não esfregar, porque isso vai impregnar ainda mais a mancha nas fibras da roupa.
  2. Coloque a peça debaixo de água fria.
  3. Se a mancha persistir, aplique umas gotas de detergente líquido, suco de limão ou vinagre branco sobre a mancha. Antes de usar qualquer um dos ingredientes naturais mencionados, faça um teste em uma parte escondida da roupa.
  4. Em seguida, coloque na máquina para lavar, no programa com a temperatura permitida, de acordo com as instruções da etiqueta.

    Como tirar mancha de chiclete:

  1. Espere o chiclete endurecer para começar o processo de remoção. Use cubos de gelo se for necessário.
  2. Retire o chiclete da roupa com os dedos ou com o auxílio de uma colher. Faça o processo com cuidado para não danificar o produto.
  3. Molhe o tecido com vinagre ou suco de limão para eliminar o resto dos pedacinhos presentes na roupa.
  4. Finalize a remoção da mancha colocando a roupa na máquina, sempre seguindo as instruções da etiqueta. Se precisar de mais dicas de como tirar chiclete da roupa, clique aqui.

    Manchas de canetinha hidrocor:

  1. Se tiver a oportunidade, passe um pano limpo sobre a mancha de canetinha o quanto antes para remover o excesso de tinta.
  2. Utilize um produto específico para a remoção de manchas de tinta e aplique sobre a área suja. Siga as instruções no rótulo do produto.
  3. Se preferir, pode usar um algodão embebido em álcool e esfregar sobre a mancha, removendo o excesso com um pano limpo.
  4. Coloque a roupa na máquina seguindo as instruções contidas na etiqueta da roupa.

lavar roupas criancas OMO - blog rabiscando 3Como tirar mancha de terra:

  1. Remova o excesso de terra com o auxílio de uma escova ou uma colher. O ideal é fazer isso na rua para não sujar a casa.
  2. Faça um pré-tratamento da mancha utilizando um produto específico para a remoção de sujeira.
  3. Se a roupa ainda estiver muito suja deixe de molho por até 2h com água e sabão.
  4. Finalize o processo colocando a roupa na máquina de lavar, utilizando uma lavagem de acordo com as recomendações contidas na etiqueta da roupa.

Tirar manchas não é a atividade mais interessante do mundo, nem a mais fácil, mas deu para ver que também não é um bicho de sete cabeças, né? Um super bezu!

Para ficar mais pertinho do Rabiscando e receber todas as novidades em primeira mão, aperte o botãozinho vermelho abaixo e me deixe mega feliz:

Aproveite e siga o Rabiscando nas Redes Sociais para ficar por dentro de todas as dicas e novidades: Facebook – Youtube – Instagram – Twitter – Google+

|Este foi um post em colaboração com OMO!|

abril 27, 2018 |

5 coques de cabelo para você fazer

Hey gente, tudo bem com vocês? De fato, a maternidade faz com que a gente mude bastante coisa, internamente e fisicamente, e uma delas, é o penteado. No meu caso, cortei um pouco, pintei e com a correria dos dias, acabo apostando no cabelo salto naturalmente e na maioria das vezes, o penteado escolhido é o coque, principalmente para ficar em casa, afinal de contas é mais prática e o baby não vai conseguir puxar ou comer. Hehe!

Então, pensando nisso, separei 5 tipos de coques que você pode reproduzir aí na casa com muita facilidade. Vem se inspirar:

Coque Alto

Esse é o meu favorito, pois o cabelo fica bem no alto, dificultando o acesso das mãozinhas do meu baby. Rsrs! Claro que durante o dia fica bem bagunçadinho, mas se você for sair, vale apostar em um coque mais elaborado, usando grampos para deixá-lo bem presinho. E para dar um charme ao seu penteado, pode deixar as laterais soltinhas, acho super fofo.

tipos de coques - maternidade - blog rabiscando

Coque Baixo

Para quem optar pelo coque baixo a ideia de soltar algumas mechas na lateral também é incrível, sem contar que o coque baixo é um clássico e cabe em qualquer ocasião. Você gosta?

tipos de coques - maternidade - blog rabiscando 2

Coque com Tranças

A sugestão de coque com tranças é perfeita para eventos, como casamentos e formaturas. Além da trança imitando um tiara, como na inspiração abaixo, você ainda pode fazer um trança estilo escama de peixe ou nas laterais para que elas se encontrem no coque.

tipos de coques - maternidade - blog rabiscando 4

Coque Duplo

O coque duplo foi febre em 2016, mas ainda há pessoas que se arrisquem nessa tendência fashionista, confesso que já usei algumas vezes e amei. É super legal para aqueles dias em que você quer fazer uma produção mais descolada e deseja inovar no penteado, fico show.

tipos de coques - maternidade - blog rabiscando 3

Meio Coque

Esse estilo de coque está super em alta, pois além de ter o coque como peça chave, o penteado fica com uma pegada bagunçadinha, mas é de propósito ou não. Hehehe! É super charmoso, mas confesso que não sou muito adepta por que tenho pouco cabelo, além de ser muito fininho, mas quero me jogar mais nesse estilo e você, curte?

tipos de coques - maternidade - blog rabiscando 5

Me conta aqui nos comentários qual seu tipo de coque favorito, vou amar saber. Um super bezu!

Para ficar mais pertinho do Rabiscando e receber todas as novidades em primeira mão, aperte o botãozinho vermelho abaixo e me deixe mega feliz:

Aproveite e siga o Rabiscando nas Redes Sociais para ficar por dentro de todas as dicas e novidades: Facebook – Youtube – Instagram – Twitter – Google+

Paginas12

to no instagram!
@angelicaanicesio

Blog Rabiscando • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por